Notícias

18/02/2013 - Novos critérios para avaliar a fertilidade do homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aumenta os limites de tolerância da normalidade nos dados do espermograma e torna os homens mais férteis. O espermograma é um exame laboratorial muito solicitado por especialistas para auxiliar na avaliação de distúrbios que afetam o trato genital masculino, tais como infertilidade, infecções, disfunções e patologias testiculares e das glândulas acessórias. Homens que eram considerados subférteis, agora, com os novos critérios, já não são considerados dessa meneira. O espermograma é o exame inicial, o mais importante e o principal parâmetro para se avaliar a fertilidade masculina.

Os valores de referência utilizados pelo manual da OMS publicado em 2010 foram estabelecidos com base nos dados de análises seminais de um grupo de aproximadamente dois mil homens de oito países que foram capazes de engravidar suas parceiras por via natural até um ano após o término da contracepção. Os valores dos parâmetros espermáticos desses homens foram distribuídos em uma curva, gerando valores médios e intervalos de confiança para serem considerados \"férteis\" possuíam análises seminais cujos parâmetros espermáticos eram maiores ou iguais aos observados nesse percentil.

O Laboratório Núcleo Análises Clínicas atualizou seu laudo de espermograma de acordo com as novas diretrizes propostas pela OMS em 2010.

Laboratório Núcleo Análises Clínicas - (51)3488-1923 / 3484-3200